10/04/08

Meu Vento!

image by Giacomo Sardi


que me trazem as palavras

brazas


que o cérebro ateia?


que vida ainda me cabe

que me chegue


para viver sem Rei nem Lei?


não há Barca para o inferno

nenhuma outra para o céu


há um segredo. um amor


coberto de leve véu

que tu conheces e eu sei



neste ____ tão breve ____ acabar

não há timoneiro de Barca


não há chefe que comande


o mundo ____em caos ____ tão caído



há este amor ____ já cansado


de não estar vivo nem morto

só parado _____como a Barca


que vai a lado nenhum


e há-de chegar_____ pois que venha!


estou rolada como um cardo _____ que nada

em deserto _____ nú




rolo. rolo. rolo. rolo.


que raio de vento és tu?!


6 comentários:

  1. um vento em abril...
    essa barca leva o leme para além.


    della

    ResponderEliminar
  2. Vento do Sul, que só me trouxe mal... :(((


    E o vento
    que era
    vento
    ao
    vento
    perguntou
    Vento
    porque és
    vento
    se a
    brisa

    soprou?


    Beijinhos e continuação de boa semana ;)

    ResponderEliminar
  3. Olá!

    Passei por aqui...
    Gostei do blog!

    Abraços pernambucanbaianos...

    Germano
    www.clubedecarteado.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Você descobriu-me antes que eu a Você.
    Obrigado por citar-me.
    Gostei de seus versos.
    Luiz Ramos

    ResponderEliminar
  5. "o vento que poeta em ti......"


    .
    um beijo

    ResponderEliminar
  6. Obrigada amigos (alguns quase de agora outros quase de sempre)

    Já não prometo visitas.
    Talvez no fim de semana. Talvez quando o vento descansar.

    Bjs. :)

    ResponderEliminar